Home / Palavra / Devocionais / O Leão e a Ovelha
 
logo-campo-belo

culto-aovivo

O que você procura?

 
Página Inicial
Ministérios
Pregações
Palavra
Cotidiano
Aconteceu em Família
Nossas Igrejas
Galeria de Videos
Galeria de Músicas
CRE - Escola Cristã
Receba nossa News
News Letter
Jejum e Oração
 
 
 

Siga a Família

FacebookTwitterYoutube

Rádio em Família

radio

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje4127
mod_vvisit_counterOntem4083
mod_vvisit_counterEsta Semana22144
mod_vvisit_counterSemana Passada34570
mod_vvisit_counterEste Mês117365
mod_vvisit_counterMês Passado115436
mod_vvisit_counterTodos os dias1436490

We have: 9 guests, 40 bots online
Seu IP: 174.129.80.166
 , 
Hoje: Abr 24, 2014
Eu Amo a Tua Palavra
 

O Leão e a Ovelha

Avalie este item
(1 Votar)
Joubert de Oliveira Sobrinho, pr.
FCB - 11.04.10


Isaías 11.1-10 - 6,7 E morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará, e o bezerro, e o filho de leão, e a nédia (de pele lustrosa por efeito de gordura) ovelha viverão juntos, e um menino pequeno os guiará. A vaca e a ursa pastarão juntas, e seus filhos juntos se deitarão; e o leão comerá palha como o boi..

Todos desejam que os males acabem, que as tragédias cessem e que as dores e o sofrimento tenham fim. Esta é a ansiedade de nosso tempo. Temos a promessa expressa tanto em Isaías 11.1-10, texto que se refere ao Messias, quanto em Romanos:


Rm 8 18 Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.
19 Porque a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus.

20 Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou,
21 na esperança de que também a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.
22 Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora.
23 E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo.
24 Porque, em esperança, somos salvos. Ora, a esperança que se vê não é esperança; porque o que alguém vê, como o esperará?
25 Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o esperamos.

Apesar dos textos apontarem para o futuro, onde as promessas se cumprirão por inteiro,hoje temos a manifestação destas promessas, antecipando o porvir, como um processo que já se iniciou e que vai se completar no tempo e na eternidade.

Jesus é a pedra de esquina.
Início do Reino - a vinda de Jesus e do Espírito Santo
Devido às promessas da Palavra de Deus, os judeus aguardavam a manifestação do Messias prometido e do reino de Deus.
Marcos 15.43 chegou José de Arimatéia, senador honrado, que também esperava o Reino de Deus, e ousadamente foi a Pilatos, e pediu o corpo de Jesus.

A chegada de Jesus significou também a chegada do reino de Deus. Porém a característica deste reino é que não viria com sinais exteriores de poder temporal, mas ele se implantaria no interior de cada pessoa.
Mateus 4.17 Desde então, começou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o Reino dos céus.
Lucas 17.21 Nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Ei-lo ali! Porque eis que o Reino de Deus está entre vós (dentro, na alma de vocês).
Ao receber a Cristo, passamos a usufruir a nova vida do reino (Leão).

Não há reino se não houver governo no coração. Este governo é fruto do Espírito Santo em nós:
João 14.17 o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco e estará em vós.
Gálatas 5.22 Mas o fruto do Espírito é: caridade, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança (domínio próprio).

Podemos no dia de hoje, portanto, viver no Espírito (a vida do Leão) e não cumprir os desejos da carne, da natureza humana caída (cordeiro)
Gálatas 5.16 Digo, porém: Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne.



OVELHA - A fragilidade humana
Apesar deste convívio possível, é preciso entender o que significam estes animais na prática cristã. A ovelha é a representação da fragilidade humana carente de cuidado e condução. Vejamos algumas características próprias das ovelhas:

• Ovelhas precisam de guia, condução (pastoreio, Espírito Santo, Palavra)

Sl 23.1 O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará. 2 Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas.

• Ovelhas precisam de cuidado
Sl 23.2 Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas – Pastor que provê alimento.

• Ovelhas estão sujeitas ao desgaste da alma

Sl 23.3 Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome.
Refrigerar, no hebraico, significa trazer de volta, restaurar, renovar, reparar.
Spurgeon foi chamado o “Príncipe dos Pregadores”. Produziu uma abundância de textos de artigos e sermões que são base de estudos e edificação até hoje. No entanto lutava contra enfermidades que o maltrataram por toda a vida. Dentre elas uma depressão terrível que o debilitava. Uma vez soube que um pastor conhecidíssimo no meio evangélico estava se recuperando de sua segunda crise depressiva. Tive ocasião de estar com ele e perguntar a quê ele atribuía sua depressão. Ele me respondeu:
- Excesso de trabalho.
Somos ovelhas e facilmente nos desgastamos. Somos carentes do refrigério do Senhor

• Ovelhas precisam de proteção
Sl 23.4 Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.
5 Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.
Há caminhos perigosos por onde passamos e jamais sobreviveríamos se não estivéssemos acompanhados por quem pode nos conduzir em segurança.

• Ovelhas estão sujeitas à tentação
Mateus 26.41 Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.
Gálatas 5.17 Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne; e estes opõem-se um ao outro; para que não façais o que quereis.
Pedro afirmou que morreria com Jesus se necessário. De fato, posteriormente puxou a espada e decepou uma orelha querendo defender Jesus. Porém, antes disso, não conseguiu permanecer acordado para orar com Jesus. Nessa ocasião é que Jesus afirmou que o espírito pode estar pronto, mas a carne é fraca.

• Ovelhas cometem e sofrem injustiças em seus “relacionamentos”
Ez 34.20-22 Por isso, o Senhor JEOVÁ assim lhes diz: Eis que eu, eu mesmo, julgarei entre o gado gordo e o gado magro. Visto como, com o lado e com o ombro, dais empurrões e, com as vossas pontas, escorneais todas as fracas, até que as espalhais para fora, eu livrarei as minhas ovelhas, para que não sirvam mais de rapina, e julgarei entre gado miúdo e gado miúdo.
Não raro se vê ovelhas fracas tidas como “lobos” e tratadas com desprezo e insensibilidade. A palavra “fracas” no texto refere-se também às ovelhas doentes e tristes.

• Ovelhas estão sujeitas ao sofrimento
João 16.33 Tenho-vos dito isso, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.
Pense nos cristãos mortos em Niterói e RJ devido às chuvas e ao desabamento dos morros. Pense nos cristãos presos e mortos devido à intolerância, preconceito e perseguição nos países asiáticos. Jesus afirmou que estaríamos sujeitos às aflições. A respeito do sofrimento C. S. Lewis fez um comentário importante:

Quando é preciso suportar a dor, um pouco de coragem ajuda mais do que
muito conhecimento, um pouco de simpatia humana tem mais valor do quemuita
coragem, e a menor expressão do amor de Deus supera tudo.
C.S. Lewis (autor de "As Crônicas de Nárnia") no Prefácio do livro “O Problema do Sofrimento”

• Ovelhas são alvos dos predadores

Lucas 22.31 Disse também o Senhor: Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo.
Cirandar é o mesmo que peneirar, sacudir numa peneira; promover uma agitação interna, tentar a fé de alguém até o limite.
Nesta ocasião Jesus orou por Pedro a Deus para impedir males maiores sobre seu discípulo.
A opressão espiritual muitas vezes vem sobre nós querendo nos destruir. Temos a certeza de que Jesus intercede por nós, pois está conosco:
Rm 8.34 Quem os condenará? Pois é Cristo quem morreu ou, antes, quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós.

• Ovelhas são apresentadas em sacrifício
Romanos 12.1 Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
Filipenses 2.17 E, ainda que seja oferecido por libação sobre o sacrifício e serviço da vossa fé, folgo e me regozijo com todos vós.
2 Timóteo 4.6 Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo.
Atos 7.60 E, pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes imputes este pecado. E, tendo dito isto, adormeceu.

Há sacrifício quando alguém perdoa ao invés de se vingar; quando abre mão de seu bem-estar para atender ao necessitado; quando se desgasta em favor da pregação e expansão do evangelho do reino, quando louva e adora a Deus em meio às lutas, tentações e perseguições.

Jesus o Cordeiro de Deus

Jo.1.29 No dia seguinte, João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

Convém lembrar que Jesus, sendo Leão, encarnou, tornando-se ovelha, ficando à mercê de todas as fragilidades da natureza humana, exceto o pecado. Ele necessitou de condução, cuidado, proteção, renovação de forças devido ao desgaste da alma, foi tentado, injustiçado, soube o que é sofrer e foi alvo dos predadores até que entregou sua vida por nós em sacrifício perfeito a Deus. Mas, ao terceiro dia, a força do Leão se manifestou.

LEÃO - A força divina

A afirmativa do texto de Isaías 11 é de que o filho do Leão habitará com a ovelha saudável. Toda a fragilidade da ovelha se mostra ao lado da representação da maior força do universo, pois o Leão representa Deus. Aquela fragilidade da natureza humana, embora presente, agora anda – em Cristo - lado a lado com a força da divindade, refletindo sua realeza, sua nobreza, força e valor por obra do Espírito Santo de Deus.

• O leão é figura de Deus – (além do Leão da Tribo de Judá, que é figura de Jesus, o filho do Leão)
Oséias 11.10 Andarão após o SENHOR; ele bramará como leão; bramando ele, os filhos do Ocidente tremerão.
Oséias 5.14 Porque, para Efraim, serei como um leão e como um leãozinho, para a casa de Judá; eu, eu despedaçarei e ir-me-ei embora; arrebatarei, e não haverá quem livre.
Oséias 13.7 Serei, pois, para eles como leão; como leopardo, espiarei no caminho.

• O leão expressa a realeza – é chamado de rei

Provérbios 20.2 Como o bramido do leão é o terror do rei; o que provoca a sua ira peca contra a sua própria alma.

• O leão inspira confiança

Provérbios 28.1 Fogem os ímpios, sem que ninguém os persiga; mas qualquer justo está confiado como o filho do leão.

• O leão apresenta destemor, coragem
Provérbios 30.30 o leão, o mais forte entre os animais, que por ninguém torna atrás;

• O leão adquiriu autoridade
Ap 5.4,5 E eu chorava muito, porque ninguém fora achado digno de abrir o livro, nem de o ler, nem de olhar para ele. E disse-me um dos anciãos: Não chores; eis aqui o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, que venceu para abrir o livro e desatar os seus sete selos.

• O leão é digno de todo o domínio, dignidade, poder, honra e glória

Ap 5.4 E eu chorava muito, porque ninguém fora achado digno de abrir o livro, nem de o ler, nem de olhar para ele.
5 E disse-me um dos anciãos: Não chores; eis aqui o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, que venceu para abrir o livro e desatar os seus sete selos.
6 E olhei, e eis que estava no meio do trono e dos quatro animais viventes e entre os anciãos um Cordeiro, como havendo sido morto, e tinha sete pontas e sete olhos, que são os sete Espíritos de Deus enviados a toda a terra.
11 E olhei e ouvi a voz de muitos anjos ao redor do trono, e dos animais, e dos anciãos; e era o número deles milhões de milhões e milhares de milhares,
12 que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças.
13 E ouvi a toda criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e que está no mar, e a todas as coisas que neles há, dizer: Ao que está assentado sobre o trono e ao Cordeiro sejam dadas ações de graças, e honra, e glória, e poder para todo o sempre.

• O leão tornou-se cordeiro para que possamos habitar com o Leão
2 Coríntios 8:9 porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico (Leão), por amor de vós se fez pobre (Cordeiro), para que, pela suapobreza (Cordeiro), enriquecêsseis (Leão).

Neste aspecto, esta é a nova vida que Deus nos dá: a íntima convivência de nossa fragilidade instransponível por nossas próprias forças com o poder ilimitado da nova vida divina que habita em nós pelo Espírito de Deus que nos edifica com seu poder e a sua Palavra:
Gl 2.20 Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim
2Co 5.17 Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

Satanás imitador de Cristo

1 Pedro 5.8 Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;
Satanás é um mero imitador, desejoso da glória que não lhe pertence e jamais lhe será acessível.
Você, ao contrário, ainda que seja uma ovelha, pode absorver a nova vida em Jesus, a vida do Leão!

O cão que soube onde se refugiar

O pregador Moody contou uma história interessante. Um homem possuía um cão de corrida o qual lhe deu algum lucro em apostas devido à boa performance nas disputas. Numa ocasião o homem resolveu arriscar uma grande quantia em dinheiro confiado que seu cão ganharia determinada corrida. Não se sabe por que o cão resolveu não corresponder ao desejo de seu dono que, em resposta à sua grande ganância, ficou com grande prejuízo.

Enraivecido o homem começou a espancar o cão com um pedaço de pau. O cão ganindo fugiu do dono embrenhando-se pelas armações de um circo ao lado das pistas. O homem perseguia o cão aos berros diante de uma multidão admirada. O cão, então tomou uma decisão: magro que era passou pelas grades da jaula do leão e foi em direção ao rei dos animais em postura de humildade, agachando-se até rastejar e postando-se ao seu lado, submisso.

O leão, assentado estava e assim permaneceu. Moveu a cabeça para o cão rendido, o cheirou e manteve-se impassível enquanto o homem se aproximava da jaula com o pedaço de pau chamando o cão para fora. O leão, vendo o homem, simplesmente rugiu mostrando parte de seus dentes afiados.

Por medo, o homem pulou para trás. A multidão que tudo assistia começou a aplaudir o leão que defendeu o cão e depois passou a vaiar o homem que queria castigar o cão. O homem não teve escolha. Saiu dali rapidamente com temor e vergonha.

Espero que você não demore a se refugiar na presença do Leão. Ele é o Altíssimo cujo esconderijo está à sua disposição para seu descanso e proteção. Um lugar para sua habitação eterna, onde você poderá desfrutar de paz à sombra do Onipotente Leão da tribo de Judá. Usufrua deste convívio ao máximo desde já.
Sl 91.1 Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará.
Ler 2479 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.